Dell Inspiron i14-5480-A40S (Análise)

Atualizado: 29 de jan. de 2021



Introdução

Depois de mais de quatro anos com o mesmo notebook, decidi que era hora de comprar um novo. A época era favorável (Novembro – Black Friday), mas estava difícil encontrar a máquina “perfeita”. Ciente de que o investimento seria alto, eu precisava fazer uma boa escolha. Então, eu listei todas as características que eu desejava em um notebook para fotografia e escolhi aquele que atendesse o máximo delas possível. Claro, eu não esperava achar um que atendesse a todos os critérios, mas foi exatamente isso que eu encontrei.

Os Requisitos

Antes de fazer minha pesquisa por um novo notebook, eu fiz uma lista com as características que eu desejava que ele tivesse. A meta era encontrar todas numa só máquina, mas eu estava disposto a fazer algumas concessões, se fosse necessário. Eis o que eu procurava num novo laptop:


  1. Compacto e leve. Além de ser mais fácil de manusear, isso ajudaria também a reduzir o peso da minha mochila nas viagens. Isso me fez estabelecer como meta um modelo de 14 polegadas.

  2. Bom acabamento e bonito. Afinal, beleza e estilo não fazem mal a ninguém. Busquei por algo que incluísse metal no acabamento e que tivesse um design sóbrio, quase minimalista.

  3. A tela tinha que ser, pelo menos, Full HD (1920x1080) e com painel IPS. Claro que eu adoraria ter outras coisas como 100% sRGB, brilho de 300 nits e contraste de 1000:1, mas eu sabia que não seria possível encontrar isso na faixa de preço que eu estabeleci. Entretanto, a tela do notebook que eu escolhi acabou me surpreendendo num aspecto: boa calibragem de fábrica. Falarei mais sobre isso daqui a pouco.

  4. O teclado tinha que ser retroiluminado e não alfanumérico. Eu sabia que a única forma de me livrar do alfanumérico seria escolher um modelo de 14 polegadas. O teclado, de preferência, deveria apresentar um alto contraste em relação ao corpo do notebook.

  5. Portas. Ah, essa era praticamente impossível de conciliar tudo num único notebook. Como se não bastasse o malabarismo com todos os atributos, as portas tinham seu próprio jogo de descobrir um santo pra cobrir outro. Um modelo tinha USB-A e HDMI, mas não tinha RJ-45 (cabo de rede) e nem leitor de cartão SD. Outro tinha leitor de cartão SD, RJ-45, HDMI e USB-A, mas não tinha USB-C. Enfim, depois de muito procurar, encontrei todas as portas que eu queria (HDMI, RJ-45, USB-A, USB-C, leitor de Cartão SD) num único notebook.

  6. Memória expansível e em Dual Channel. Alguns modelos vinham com as memórias soldadas na placa-mãe. Se não é pra ter um Surface Laptop ou MacBook, eu prefiro ter a chance de fazer upgrade de memória. Além disso, o notebook deveria apresentar dois slots de memória para que fosse configurado em Dual Channel. Desse modo, o desempenho do processador seria aproveitado ao máximo.

  7. Intel Core i7-8565U. Como o investimento seria alto, de longo prazo e eu estaria comprando uma CPU da geração passada, que ela fosse, pelo menos, o modelo mais forte.

  8. O notebook deveria possuir placa de vídeo dedicada mais potente que a GPU integrada. As opções eram: GeForce MX 130, GeForce MX 230, GeForce MX 150 e GeForce MX 250. A finalidade da GPU dedicada seria aumentar o desempenho do Lightroom no módulo Revelação e viabilizar algumas jogatinas casuais.

  9. Um SSD era obrigatório, nem que fosse um comum (formato 2,5"). Entretanto, também era obrigatória a presença de uma conexão M.2 para um futuro upgrade para um SSD M.2 NVMe (um tipo de SSD que é de 4 a 6 vezes mais rápido que os SSDs comuns).

  10. O último critério, mas não menos importante, era o preço. O notebook não deveria custar mais que R$ 4.000.

As Opções

Durante minha pesquisa, eu deparei com alguns modelos muito legais como Asus VivoBook 15, Lenovo 2 em 1 C340 e Samsung Expert X60. Contudo, dois deles não atendiam muitos dos requisitos e um não atendia apenas a um requisito, mas era o mais importante.

ASUS VivoBook X512FJ-EJ227T

O Asus VivoBook 15 era uma opção bastante interessante. Ele possuía um design muito elegante com sua tela de bordas finíssimas, Core i7-8565U, GeForce MX 230, boa seleção de portas e o melhor preço. Porém, ele tinha o famigerado teclado alfanumérico, corpo todo em plástico, porta MicroSD (que é inútil para mim) e o pior de tudo: apenas um slot de memória (não dá pra ficar sem Dual Channel). Infelizmente esse foi o deal braker, ou seja, aquilo que impede de fechar o negócio. Até encontrar o Dell, eu ficava indo e voltando entre ele (sem Dual Channel) e o Lenovo C340 (sem GPU dedicada).

Lenovo Ideapad C340 2 em 1

O Lenovo 2 em 1 C340 quase foi o escolhido. Ele possuía praticamente todos os requisitos que eu procurava: design, tamanho, peso, tela, portas, SSD, etc. Ele tinha tudo. Digo, quase tudo, pois faltava uma das coisas mais importantes: placa de vídeo dedicada. Algumas qualidades únicas e exclusivas poderiam compensar tal falta, como leitor de digitais e a função 2 em 1. Passei muito tempo tentando fazer essa concessão. Quando eu finalmente me decidi por ele, seu preço, que estava muito convidativo, passou para muito acima do meu orçamento. Perdi a promoção, infelizmente. Fica a dica: pensem bem antes de comprar algo, mas se estiver em promoção, não pensem demais. :)

Samsung Expert X60

Outro notebook que chamou minha atenção foi o Samsung Expert X60. Ele era o mais potente de todos, dentre as três opções, trazendo um Core i7-8565U, GeForce MX 250, SSD 256 GB e 16 GB de memória. Além disso, ele oferecia a vantagem de fácil acesso à memória e ao armazenamento, simplificando o ato de fazer um upgrade. Porém, ele era mais pesado, grande demais, com design antiquado e sem leitor de cartão SD (que é essencial para mim).


Passei vários dias em dúvida, pensando qual seria o mais adequado para mim. Foi então que eu fiquei sabendo da Black Friday da Dell. Entrei no site, pesquisei um pouco entre as ofertas e acabei encontrando o Inspiron i14-5480-A40S: um notebook que concentrava em si tudo aquilo que eu procurava.


O Dell Inspiron i14-5480-A40S é um notebook de uma linha intermediária dentre as oferecidas pela empresa; e esse modelo em específico pertence a uma série também intermediária dentro da linha Inspiron que possui as séries 3000, 5000 e 7000.

Dell Inspiron i14-5480-A40S

Specs (Configuração)

  1. Processador: Intel Core i7-8565U 1,8 GHz (Turbo 4,6 GHz);

  2. Memória: Um módulo 16 GB DDR4 2400 MHz (2 slots para memória);

  3. Armazenamento: Um SSD M.2 SATA 128 GB e um HDD 1 TB 5.400 rpm;

  4. Placa de vídeo: Intel UHD 620 (onboard) e NVIDIA GeForce MX 150 2 GB;

  5. Tela: 14 polegadas, Full HD, IPS;

  6. Portas: 1xUSB-A 2.0, 2xUSB-A 3.1, 1xUSB-C 3.1, 1xSD, 1xRJ45, 1xHDMI 1.4.

Design

Agora vamos falar um pouco sobre o Inspiron 5480, a começar pelo design e construção, que me agradaram muito. A tampa é feita de alumínio e o resto do corpo é de plástico. Mesmo com o alumínio se limitando apenas à tampa, a sensação é a de um produto sólido, bem feito. O design condiz com aquilo que eu sempre procurei: sóbrio, quase minimalista. O notebook possui dimensões compactas: 1,91 cm de altura, 32,4 cm de largura, 23,2 cm de profundidade; e pesa apenas 1,48 Kg.


Tela

A tela não tem nada de muito especial, apresentando o mínimo que se espera de um notebook nesta faixa de preço. Possui resolução Full HD, tecnologia IPS e um brilho de 200 cd/m². Ainda não fiz a medição com o colorímetro, mas acredito que a cobertura de cores fique em torno de 60% do espaço de cor sRGB. O motivo pelo qual ainda não usei um colorímetro nele, e eis a grata surpresa, é que ele possui uma calibragem de fábrica muito boa. Comparei com o monitor do meu desktop e as cores são muito próximas. Gostei tanto que resolvi não mexer na calibragem por enquanto. Em termos de design, a tela também agrada com suas bordas finas.

Teclado

O teclado, do tipo chiclet, na cor preta, contrasta com a carcaça prateada, resultando num visual muito agradável e numa maior facilidade de visualização das teclas. E por falar em facilidade de visualização, o teclado é retroiluminado, possuindo dois níveis de brilho. Estou usando ele agora enquanto escrevo essa análise e o tenho achado bem confortável. As teclas não são rasas, como em alguns ultrabooks superfinos, e oferecem uma boa resistência ao serem pressionadas. Todas as teclas são de tamanho e localização adequada. Caracteres como \, / e “?” estão no lugar certo, ao contrário de alguns notebooks que definem o ponto de interrogação para funcionar com o “q”, por exemplo.


Portas e conexões

No que diz respeito a portas, a variedade é grande. Do lado direito temos um leitor de cartão SD, uma porta USB 2.0, uma porta RJ-45 (para redes cabeadas) e uma trava de segurança. Já do lado esquerdo temos uma porta combo para fone e microfone (headset), duas portas USB 3.1, uma porta HDMI 1.4, uma porta USB-C 3.1 e a entrada para o carregador.


Desempenho

Além do design, tamanho e peso agradável, o desempenho também tem causado boa impressão. O SSD que vem de fábrica, apesar de não ser dos melhores, torna muito rápida a inicialização do Windows e programas; e os 16 GB DDR4 não deixam faltar memória para nada. Para atividades casuais do dia a dia, o Core i7-8565U e a GeForce MX 150 são mais do que suficientes. Entretanto, é em programas específicos, como o Lightroom, que realmente se pode ver o valor dessa dupla.



Ainda não fiz testes extensos, mas, pelo pouco que eu pude ver até agora, o notebook oferece uma experiência muito suave com o Adobe Lightroom. A importação de 73 imagens foi feita de forma muito rápida, assim como a geração de visualizações no tamanho padrão. A velocidade da geração de visualizações 1:1 foi impressionante, lembrando muito aquilo que eu vejo em meu desktop com Ryzen 5 2600X. No módulo “Biblioteca”, ao fazer o zoom 100% o programa demorou apenas um ou dois segundos para renderizar a visualização de um arquivo RAW de 24 Megapixels. Já no módulo “Revelação”, a GeForce MX 150 fez um trabalho muito bom em acelerar a aplicação de ajustes à imagem. A manipulação da imagem (zoom e arrastar) se deu de modo muito suave. A única tarefa que ainda não experimentei foi a exportação, mas acredito que não irá decepcionar.

Até agora estou extremamente satisfeito com esse notebook. Para quem está procurando por um notebook pequeno, leve, bonito, potente e com praticamente todas as portas que se pode querer, o Dell Inspiron i14-5480-A40S é uma ótima opção.

1.640 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo